O financiamento imobiliário é uma das maneiras mais utilizadas no Brasil para a compra da casa ou apartamento próprio. Mas muita gente tem dúvidas sobre a aquisição do crédito e toda a burocracia envolvida no processo. Por isso, separamos as principais perguntas sobre o financiamento de imóveis para te ajudar a esclarecer essas dúvidas. 

Quem pode oferecer o crédito?

Você pode obter um financiamento imobiliário de instituições bancárias. Mas se for comprar um imóvel que ainda está em construção ou na planta, as construtoras também podem oferecer o financiamento para a compra do imóvel. 

Quais são os pré-requisitos para conseguir um financiamento imobiliário?

Ao contratar o financiamento pelo banco, é preciso atender à algumas exigências como ter o nome limpo em empresas de proteção do crédito, comprovar renda, dentre outros requisitos que variam de acordo com a instituição. O banco exige que a renda seja compatível com o valor do crédito porque a prestação não pode comprometer mais do que 30% da renda. 

Já no caso do financiamento diretamente com a construtora, a burocracia costuma ser menor. Os compradores só precisam apresentar documentos como RG e CPF e, dependendo da empresa, pode conseguir o crédito mesmo tendo restrições no nome. Mas os documentos exigidos variam de acordo com a construtora.

Em quantas parcelas posso pagar?

Em caso de construtoras, os critérios são definidos pelas próprias empresas, mas, geralmente, o prazo máximo é de 120 meses. Já um financiamento imobiliário como o do programa de governo “Minha Casa, Minha Vida” pode ser financiado em até 360 vezes. Por isso esse modelo acaba sendo ideal para pessoas que apresentam renda média ou baixa.

O que é incluso no valor das parcelas? 

O valor das parcelas é formado por taxas administrativas, encargos de amortização, juros mensais e seguros. O seguro de morte, invalidez e danos ao imóvel é necessário para cobrir o pagamento no caso de falecimento ou incapacidade de pagamento por algum dos compradores. Ele também cobre eventuais danos físicos causados ao patrimônio adquirido com o financiamento.

O detalhamento das parcelas depende do sistema de financiamento. Ele pode ser a Tabela Price, SAC ou Sacre. Esses sistemas determinam o sistema de cálculo dos juros e se as parcelas serão crescentes ou decrescentes. 

É possível financiar 100% do valor do imóvel?

Você precisa oferecer uma entrada de no, mínimo, 10% do valor total do imóvel para obter o financiamento. 

Mas isso depende da renda dos compradores. Se a negociação for direto com a construtora, a exigência da entrada pode ser de um percentual ainda maior. Assim, não é possível financiar totalmente o valor do imóvel, mas a maior parte dele. 

Profissionais autônomos podem obter o financiamento?

Profissionais liberais ou autônomos também podem ser contemplados com o crédito de financiamento imobiliário. Tanto na aquisição feita no banco quanto em construtoras, dependendo da empresa. Nestes casos você apresenta, além dos documentos pessoais exigidos, outras declarações de rendimento. 

Pode-se pedir a apresentação de recibos de prestação de serviços, declaração de imposto de renda, declaração elaboradas por contadores, dentre outras. Comprovada a renda e sem restrição de crédito no nome, o financiamento imobiliário pode ser oferecido também aos trabalhadores autônomos.

Ainda tem dúvidas sobre financiamento imobiliário? Deixe seu comentário!

(Visited 66 times, 1 visits today)