Considerado um dos investimentos mais seguros, a compra de imóveis também é um negócio bastante lucrativo, visto que os empreendimentos tendem a ser valorizados no passar do tempo. O investimento em um imóvel de alto padrão costuma ser mais rentável, considerando a menor oferta desses gênero. Portanto, oferecem uma maior versatilidade de fonte de renda, como por aluguel, airbnb ou até mesmo pela comercialização após um período de valorização do imóvel.

Embora o país venha atravessando uma devastadora crise econômica, 2018 deu sinais de recuperação, e os especialistas do mercado prevêem um aquecimento econômico ainda maior para 2019. A despeito da crise que, desde 2014, afeta diversas áreas de produção e de consumo, o mercado imobiliário de alto padrão manteve-se praticamente intocado.

Segundo dados da Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), de maio de 2017 a maio de 2018, o segmento do mercado de luxo cresceu 69,6%, enquanto o mercado geral cresceu 27,1%. O boom do mercado de alto padrão também se explica pela queda da Taxa Selic, a taxa básica de juros — o que facilita o investimento financeiro mais lucrativo.

Outra injeção de otimismo no mercado imobiliário de alto padrão é o aumento do limite do valor de financiamento com o uso de recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). A partir de janeiro de 2019, o valor será ampliado para 1,5 milhões, facilitando a compra de imóveis de alto padrão e, consequentemente, o aumento da construção e investimentos no setor.

Se antes havia receio, atualmente o cenário é promissor para quem deseja adquirir um imóvel de alto padrão e desfrutar de luxo, conforto e exclusividade. Com as facilidades de crédito, o crescimento do mercado imobiliário também reverbera em outros setores da economia e provoca uma conjuntura de aceleramento.

Líder no segmento de imóveis de luxo no Rio Grande do Sul, a Censi Fisa já construiu aproximadamente 500 mil metros quadrados distribuídos em 2,5 mil unidades de empreendimentos residenciais e comerciais de alto padrão em Caxias, Gramado e Porto Alegre.

(Visited 197 times, 44 visits today)